ESCOLA SEMENTINHA LANÇA SEU DESAFIO AOS EDUCADORES NO ANO DE 2013

Nesses tempos em que a velocidade da produção do conhecimento desafia o ser humano a novos posicionamentos, onde as informações processadas e os fatos descobertos nos últimos dois séculos sobrepõem a todos os outros séculos da história da humanidade juntos, cabe ao educador contemporâneo o enfrentamento de desafios que vão desde seu desenvolvimento pessoal, passando pelo contexto organizacional em que está inserido até a esfera de sua influência social e espiritual.

Identificamos, na esfera pessoal,  um primeiro  desafio : o professor deve se colocar sempre na posição de eterno aprendiz. A formação do profissional da Educação, como na maioria das profissões, deve ser contínua. Além de buscar atualização ou especialização em sua área, seja em cursos livres e de educação formal, o educador também deve ser capaz de desenvolver um plano de desenvolvimento pessoal onde ele próprio seja o gestor do seu processo de aprendizagem, buscando em profundidade o conhecimento desejado de acordo comsua vocação. Essa postura, de eterno aprendiz, traz reflexos de grande impacto na sua prática pedagógica, beneficiando não somente esse exercício, como também o aspecto relacional com seus alunos, uma vez que o profissional da educação deve ter em mente que, nesses novos tempos, a atualização de seus conhecimentos é condição indispensável para que sua postura possa ser preservada perante seus alunos, já que o conhecimento está disponível através dos recursos tecnológicos e o autoconhecimento é uma realidade desafiadora.

A perspectiva da formação contínua do educador traz, ainda, o desafio de gerir o conhecimento adquirido ou a gestão do conhecimento para que o mesmoseja disponibilizado para todos e compartilhado para o bem corporativo. Assim como o educador necessita de conhecimento disponível para o desempenho de sua profissão, ele deve ser responsável  por disponibilizar o conhecimento produzido pelas suas pesquisas, experiências e estudos para outros, começando no seu contexto organizacional.

Outro desafio identificado é a parceria com a família: ninguém educa sozinho; o educador tem de captar aliados para o desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem; a participação da família é determinante para o sucesso do aprendizado do aluno assim como para a qualidade da escola. O desafio aí é desenvolver essa parceria de forma construtiva, estabelecendo espaços apropriados para a participação responsável dos pais, de acordo com suas possibilidades e habilidades.

No que se refere ao processo de ensino-aprendizagem, um dos grandes desafios atuais é saber incorporar as novas tecnologias de forma equilibrada e inovadora na sala de aula. Isso requer do educador um amplo conhecimento não só do que está disponível no mercado, mas também de como essas ferramentas estão consistentemente alinhadas com a metodologia adotada pela escola e com o público alvo.

A pergunta constante na preparação dos projetos pedagógicos deve ser: Que tipo de geração queremos formar? Cidadãos competentes, responsáveis,éticos, solidários, comprometidos com a transformação e formação de uma sociedade mais justa ou de uma nova sociedade? Tendo essas questões em mente, o educador não pode esquecer que ele é um referencial com alto grau de impacto na vida de seus educandos, seja positivo ou negativo. Esse desafio consiste em ser coerente com o discurso, pois educação pressupõe referenciais verdadeiros, inspirativos, construtivos. A marca do caráter de um educador falará mais alto na vida de um educando do que o conteúdo ensinado.

Dentro de sua proposta de educação com princípios, ao educador da Escola Sementinha tem sido lançado o desafio de trabalhar em seus alunos:

·         A geração e defesa de valores;

·         O desenvolvimento do sentido da individualidade e da identidade, conforme as aptidões identificadas;

·         A criação de oportunidades para o desenvolvimento de relações interpessoais, cognitivo afetivas, éticas e estéticas;

·         A preparação para o uso de tecnologias e linguagens alternativas;

·         O estímulo à construção de conhecimentos que oportunizem o pensar e o aprender, também de acordo com a individualidade do aluno;

·         “aprender a conhecer”;

·         o “aprender a fazer”, para poder interagir com o meio e pôr em prática seus conhecimentos;

·         o” aprender a viver juntos”, a fim de participar e cooperar com os outros em todas as atividades, desenvolvendo o conhecimento dos outros e da sua espiritualidade;

·         o “aprender a ser”, para melhor desenvolvimento de sua personalidade, posicionando-se à altura de agir com, cada vez mais capacidade de autonomia, de discernimento e de responsabilidade pessoal e social.

 

O educador da Escola Sementinha tem sido desafiado a levar o aluno a viver a vida com um sim ao projeto de cada um, com um sim aos seus maiores sonhos e a experimentar o crescimento que uma vida pautada pelo sim pode proporcionar, revestindo de beleza, sabor, riqueza e cor tudo o que for proposto e trabalhado, oportunizando ao aluno alcançar o melhor da vida e ser senhor de sua própria história.

 

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para a sua vida”.

Romanos 12.2

 

 

Maria Beatriz Pelissoli Kohlrausch

Diretora da Escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental Sementinha

Todos os direitos reservados © Sementinha Escola de Ensino Fundamental - Telefone: (51) 3663-2267 ou Celular: (51) 9672-8219
Desenvolvido por Crystalino e Clarisse M. Soares