Alimentação no pré-escolar

quinta, 29 de maio de 2014

        

 

Quais os segredos para atingir esses objetivos?

 

·       Sensação da fome e saciedade:Come, come, come... até quanto? Quem determina quanto? Meio prato ou um prato? A criança precisa desenvolver os sentidos de fome e saciedade. Por exemplo, quando a criança fala que não quer mais comer porque está satisfeita e os pais dizem “termine o que está no prato”, fica claro para a criança que a sua sensação de saciedade não é relevante para a quantidade de comida que ela precisa consumir. Casos específicos devem ser tratados por profissional do ramo.

·       Exposições repetidas aos alimentos de forma divertida e educativa:Não desanime com uma primeira reação negativa ao alimento. Ofereça o mesmo alimento em outra apresentação. Por exemplo: espinafre refogado ou omelete de espinafre ou torta de espinafre ou quiche de espinafre com ricota. Use sua criatividade.

·       Autoridade, regras e limites: Nunca substitua uma refeição por mamadeiras ou alimentos fora do contexto, como bolos, biscoitos e chocolates. Esses alimentos, além de não fornecerem todos os nutrientes desejados, irão saciar a fome da criança e prejudicar seu apetite para a próxima refeição.

Luciane Dias Medeiros - Nutricionista – CRN 8133

Contato através do e-mail: ludias.medeiros@gmail.com

Fonte:Sociedade Brasileira de Pediatria

Comentários

Envie um comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 
Todos os direitos reservados © Sementinha Escola de Ensino Fundamental - Telefone: (51) 3663-2267 ou Celular: (51) 9672-8219
Desenvolvido por Crystalino e Clarisse M. Soares